Linus Torvalds e a Contribuição da Microsoft

Traduzindo o tópico de Hugh Pickens para o Slashdot:

 

    “Após a decisão recente da Microsoft em contribuir com 20.000 linhas de código para a comunidade Linux, Christopher Smart, da Linux Magazine, conversou com Linus Torvalds, criador do Linux, e perguntou-lhe se o código era alguma coisa sobre a qual ele estaria contente em incluir em seu sistema, mesmo que seja oriundo da Microsoft.

    “Acredito muito na importância da tecnologia do que na importância política. Não me importo de quem venha, desde que existam sólidas razões para o código, e desde que nós não tenhamos de nos preocupar sobre licenças e etc. Posso fazer brincadeiras sobre a Microsoft de vez em quando, mas ao mesmo tempo, eu considero este ódio a Microsoft uma doença. Eu acredito em desenvolvimento aberto, e isto muitas vezes envolve não apenas tornar o código aberto, mas também não deixar outras pessoas e outras companias de fora.”

     

    Smart perguntou então, se a Microsoft estaria contribuindo com o código para beneficiar a comunidade Linux ou a própria Microsoft. “Eu concordo que esta ação está sendo dirigida por razões egoístas, mas é assim que todo código aberto é escrito! Todos nós ‘cotucamos nossas próprias feridas’. Foi por isso que eu comecei o Linux, foi por isso que comecei o git e é por isso que ainda estou envolvido. É a razão para todos acabarem envolvidos com o open source, em certo ponto”, diz Torvalds. “Então reclamar sobre o fato da Microsoft ter pego uma área egoísta para trabalhar é simplesmente estúpido. Claro que eles escolheram uma área que os ajuda. Esse é o ponto no open source – a habilidade de tornar o código melhor para suas necessidades particulares, para quem quer que este “suas” esteja se referindo”.

 

De longe, um dos argumentos mais sensatos que ja vi até hoje. Muito distante desse outro fanatismo esdrúxulo que encontramos difundido por ai.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *