Instalando o Debian no Notebook HP DV5 1251

Este é um tutorial de como instalar o sistema operacional Debian GNU/Linux versões testing ou unstable em um notebook HP dv5 1251. Este notebook possui processador Intel Core 2 Duo e adaptador gráfico NVIDIA com memória dedicada. Este tutorial possivelmente se aplica a outros modelos da série dv5-1000.

Especificacões do notebook HP dv5 1251nr:

  • Processador: Intel Core 2 Duo Processor T6400
  • Sistema Operacional: Windows Vista Home Premium 64-bit
  • Tela: 15.4" (diagonal) high-definition widescreen
  • Memória: 4GB RAM
  • Disco Rígido: 320GB
  • Memória Gráfica: Memória dedicada de 512MB
  • Duracão da Bateria: Até 2 horas e 15 minutos
  • Dispositivos:
    • Leitor de Cartões 5-em-1
    • Webcam de 2.0 megapixels
  • Dimensões: 14.05" (W) x 10.2" (D) x 1.37" (min H)/1.65"(max H)
  • Cores: Onyx / Bronze

 

Índice

  1. Obtendo a mídia de instalação
  2. Instalando o Debian GNU/Linux
  3. Configurando o Gerenciador de Pacotes
  4. Configurando os Dispositivos
    1. Adaptador Wireless (Intel WiFi Link 5100)
    2. Adaptador Gráfico (GeForce 9200M GS)
    3. Adaptador de Áudio (Intel IHT High Definition Audio)
  5. Dispositivo de Toque (Synaptics Touchpad)
  6. Configurações Adicionais
    1. Acessando outras partições
    2. Configurando layout de teclado e idioma
  7. Sugestões Adicionais

 

 

Obtendo a mídia de instalacão

Baixe o cd de instalação da distribuição testing com KDE embutido. Este manual se refere à versão com KDE, porém outras versões também podem funcionar. O CD de instalação da distribuição testing é gerado automaticamente a cada semana, portanto não se preocupe em gravar um CD-R, grave num CD-RW para evitar o desperdício de discos.

Após gravado, deixe o CD na tray e reinicie seu notebook.

 

Instalando o Debian GNU/Linux

Após colocar o cd na bandeja, aguarde para cair na tela inicial de instalação. Selecione o modo texto, pois o gráfico não funcionou quando tentei. Na build particular do instalador que utilizei, a Wireless também não funcionou durante a instalação. Na verdade, o chipset wireless é reconhecido sem problemas, mas o botão de ligar não funciona, o que a deixa desabilitada e consequentemente nos deixa sem rede.

Adicionalmente, encontrei alguns problemas com o particionador pois, quando instalei o Windows 7, criei uma partição adicional no disco. Como o Windows 7 também criou uma partição especial extra, e como a HP coloca uma partição de restore em todos seus notebooks, isto me deixou com 4 partições primárias. Assim, por mais que houvesse espaço não alocado disponível no disco para se criar uma nova partição ext4, o instalador não conseguia criar uma partição a mais, pois este é o limite de partições primárias que um disco com particionamento DOS pode ter.

A solução foi remover a partição de restore da HP e criar uma nova partição extendida no espaço restante para acomodar duas novas partições lógicas, uma partição ext4 para servir de root e a swap.

Feito isso, a instalação seguiu sem mais problemas.

 

Configurando o Gerenciador de Pacotes

No meu caso, utilizei a distribuição unstable para pegar o restante dos pacotes. Mas você também pode continuar com a versão testing se preferir.

De qualquer forma, adicione as seguintes linhas a seu /etc/apt/sources.list:

deb http://http.us.debian.org/debian/ testing main contrib non-free
deb http://deb.opera.com/opera/ testing non-free
deb http://dl.google.com/linux/deb/ stable non-free main

A seguir prosseguiremos configurando cada componente do notebook em separado. Ao final deste tutorial, todos os dispositivos, como vídeo, webcam, áudio, microfone e touchpad estarão funcionando corretamente.

 

Configurando os Dispositivos

Adaptador Wireless (Intel WiFi Link 5100)

O chipset wireless Intel 5100 funciona bem no linux. Tanto que já deve ter sido instalado por padrão durante a instalação. No entanto, muito provavelmente ele ainda não deve estar funcionando.

O problema aqui é que, por alguma razão, o botão touch que habilita/desabilita a wireless (que fica azul e laranja em cima do teclado) não funciona corretamente. Se você executar o comando dmesg para ver as mensagens do kernel, certamente irá encontrar a linha "Radio disabled by HW RF Kill switch".

Para contornar este problema enquanto não temos uma solução definitiva, digite:

sudo modprobe -r iwlagn && sudo modprobe iwlagn

Isto deverá reabilitar a sua wireless. Contudo, tenha em mente que, toda vez a wireless for desligada através do touchbutton este comando terá de ser executado de novo.

 

Adaptador Gráfico (NVIDIA GeForce 9200M GS)

Instalar placas de vídeo nvidia geralmente é um procedimento simples no linux, ainda mais no Debian. Primeiro, instale os pacotes module-assistant e nvidia-kernel-common:

# apt-get install module-assistant nvidia-kernel-common nvidia-glx

Em seguida, execute o module-assistant digitando m-a no terminal como root:

# m-a

Basta então preparar, selecionar, compilar e instalar o modulo nvidia seguindo o assistente.

 

Após instalar o módulo nvidia e o pacote nvidia-glx, faltará pouco para concluir a instalação. O Debian não inclui mais o arquivo padrão /etc/X11/xorg.conf contendo as configurações básicas do xorg porque, ao menos teoricamente, agora o xorg seria capaz de identificar automaticamente qual driver deve ser utilizado com cada adaptador gráfico. O problema é que, como ele não tenta utilizar o driver oficial da nvidia, acaba falhando miseravelmente neste processo e nos deixando na mão.

Será necessário, então, criar este arquivo e inserir nele as seguintes linhas:

Para finalizar, salve o arquivo e reinicie o X. Recomendo também a instalação do pacote nvidia-settings para ajustar configurações adicionais de sua placa de vídeo, como o dual display e o twinview.

 

Adaptador de Áudio (Intel IDT High Definition Audio)

Para que o dispositivo de áudio funcione corretamente será necessário adicionar uma linha de configuração no final do arquivo alsabase.conf localizado no diretório /etc/modprobe.d/. Para isto, é possível abrir o arquivo com:

nano /etc/modprobe.d/alsabase.conf

Após abrir, navegue até sua ultima entrada e então insira a seguinte linha:

options snd-hda-intel model=hp-dv5 enable_msi=1

Após editar o arquivo, reinicie o sistema ou digite update-modules -f.

Habilitando o suporte a arquivos MP3

Para tocarmos arquivos mp3 é preciso instalar o decoder de áudio ffmpeg e seu respectivo plugin para a engine de áudio xine. Para isto, digite:

sudo apt-get install libxine1-ffmpeg ffmpeg

 

Dispositivo de Toque (Synaptics Touchpad)

Para configurarmos o touchpad, primeiro precisamos habilitar seu compartilhamento de configuração. Para isto, você precisa criar um arquivo texto de nome shmconfig.fdi no diretório /etc/hal/fdi/policy/ e inserir nele as configurações desejadas. Para isto, podemos criar este arquivo utilizando o nano:

# nano /etc/hal/fdi/policy/shmconfig.fdi

Para em seguida inserir, dentro do arquivo, o seguinte código:

Em seguida, baixe o pacote kcm_touchpad para obter um modulo do painel de controle do KDE capaz de gerenciar seu touchpad. No momento da elaboração deste tutorial o pacote ainda não estava disponível via apt-get, mas podia ser obtido em:

http://opendesktop.org/content/show.php/kcm_touchpad

Para instalar, baixe a versão para Ubuntu e a instale utilizando o comando dpkg –i <pacote.deb>.

 

Configurações Adicionais

Acessando outras partições do sistema

Para configurar rapidamente a montagem das outras partições de seu sistema, como por exemplo a partição do Windows, baixe os pacotes ntfs-3g e ntfs-config pelo apt-get:

apt-get install ntfs-3g ntfs-config

E então digite:

sudo ntfs-config

Basta então seguir as instruções na tela para configurar o acesso a cada partição detectada.

 

Configurando layout do teclado e idioma

Para o teclado funcionar corretamente deve-se utilizar o layout de teclado USA variante International (with dead keys). O comando resultante na janela do System Settings (KDE) deverá ser:

setxkbmap -model pc104 -layout us -variant intl

 

Sugestões Adicionais

Wine (para executar aplicativos windows)

apt-get install wine

Mono (para executar aplicativos .NET)

apt-get install mono-runtime

GTK-QT Engine (para aplicar estilos QT em aplicativos GTK)

apt-get install gtk-qt-engine system-config-gtk-kde

Sun Java 6 (máquina virtual java)

apt-get install sun-java6-bin sun-java6-plugin

Flash plugin (para visualizar sites em flash)

apt-get install flashplugin-nonfree

Splashy (para exibir uma splash screen durante o boot do sistema)

apt-get install splashy startupmanager

Como instalar o Windows Live Messenger no Linux

livemessenger-linux-wine

Tutorial rápido para quem quer utilizar o Windows Live Messenger (MSN) no Linux (Debian, Ubuntu, ou qualquer outra distro apt-based), já que infelizmente nenhum cliente nativo é tão bom quanto o original:

Instale o wine

$ apt-get install wine

Instale o winetricks

$ wget http://www.kegel.com/wine/winetricks -O winetricks

Ensine alguns truques ao seu wine

$ sh winetricks corefonts flash gecko gdiplus msls31 msxml3 riched20 riched30 tahoma vcrun6 vcrun2003 vcrun2005 vcrun2008

Obtenha o messenger

Obtenha o instalador do Live Messenger de uma máquina com Windows XP ou obtenha de algum lugar na internet. O instalador online atualmente não funciona com o Wine.

O arquivo procurado se chama Install_{508CE775-4BA4-4748-82DF-FE28DA9F03B0}.msi e geralmente está ná pasta “C:Program filesCommon FilesWindowsLiveInstallerMsiSources” de qualquer Windows XP que já tenha o messenger instalado.

Instale o messenger

$ msiexec /i Install_{508CE775-4BA4-4748-82DF-FE28DA9F03B0}.msi

Configure-o para rodar como Windows 2000

Entre no painel de controle do wine

$ winecfg

Clique em “Add Application”, navegue até “.wine/drive_c/Program Files/Windows Live/Messenger” e selecione “msnmsgr.exe”. Modifique a versão do windows do msnmsgr.exe para win2000 e clique OK.

Inicie seu wine

$ wineboot

Pronto!

Não é exatamente uma maravilha em performance, mas funciona!

HP Pavilion Sem Som no Linux (Ubuntu e outros)

Se você possui um novíssimo notebook HP e seu som não funciona no Linux, apesar do alsamixer abrir e mostrar os controles corretamente, apenas adicione a seguinte linha no final de seu /etc/modprobe.d/alsa (Gentoo) ou /etc/modprobe.d/alsa-base.conf (Ubuntu/Kubuntu).

options snd-hda-intel enable_msi=1

Para ter certeza do nome correto do arquivo a ser alterado, navegue até a pasta /etc/modprobe.d e procure um arquivo de texto com o nome alsa, alsa-base, alsa.conf ou alsa-base.conf.

Após identificar o arquivo correto, para editá-lo você pode simplesmente utilizar o nano. Não se esqueça de adquirir privilégios de root antes de abrir o arquivo, ou de executar seu editor de textos dentro do sudo. Caso contrário você não poderá salvá-lo. Exemplo:

sudo nano /etc/modprobe.d/alsa-base.conf

Após editar o arquivo, reinicie (ou digite update-modules -f) e verifique se seu som está funcionando. Espero que agora esteja! 😛

Linus Torvalds e a Contribuição da Microsoft

Traduzindo o tópico de Hugh Pickens para o Slashdot:

 

    “Após a decisão recente da Microsoft em contribuir com 20.000 linhas de código para a comunidade Linux, Christopher Smart, da Linux Magazine, conversou com Linus Torvalds, criador do Linux, e perguntou-lhe se o código era alguma coisa sobre a qual ele estaria contente em incluir em seu sistema, mesmo que seja oriundo da Microsoft.

    “Acredito muito na importância da tecnologia do que na importância política. Não me importo de quem venha, desde que existam sólidas razões para o código, e desde que nós não tenhamos de nos preocupar sobre licenças e etc. Posso fazer brincadeiras sobre a Microsoft de vez em quando, mas ao mesmo tempo, eu considero este ódio a Microsoft uma doença. Eu acredito em desenvolvimento aberto, e isto muitas vezes envolve não apenas tornar o código aberto, mas também não deixar outras pessoas e outras companias de fora.”

     

    Smart perguntou então, se a Microsoft estaria contribuindo com o código para beneficiar a comunidade Linux ou a própria Microsoft. “Eu concordo que esta ação está sendo dirigida por razões egoístas, mas é assim que todo código aberto é escrito! Todos nós ‘cotucamos nossas próprias feridas’. Foi por isso que eu comecei o Linux, foi por isso que comecei o git e é por isso que ainda estou envolvido. É a razão para todos acabarem envolvidos com o open source, em certo ponto”, diz Torvalds. “Então reclamar sobre o fato da Microsoft ter pego uma área egoísta para trabalhar é simplesmente estúpido. Claro que eles escolheram uma área que os ajuda. Esse é o ponto no open source – a habilidade de tornar o código melhor para suas necessidades particulares, para quem quer que este “suas” esteja se referindo”.

 

De longe, um dos argumentos mais sensatos que ja vi até hoje. Muito distante desse outro fanatismo esdrúxulo que encontramos difundido por ai.

Installing Debian Testing on VirtualPC 2007

image4_thumb-5B4-5D

If you tried installing Debian testing or any other recent flavor of Linux on Microsoft’s VirtualPC 2007 you probably hit the wall with the “An unrecoverable processor error has been encountered. The virtual machine will reset now.” error during the machine’s first boot after installation.

The solution?

Add noreplace-paravirt to the boot options in grub’s kernel entry.

You may also want to add clocksource=pit as well to solve timing issues and vga=791 for a 1024×768 resolution text mode.

 

Booting in a usable terminal

To boot in a usable terminal, select the safe (single-user) mode (just select, do not press enter).

image

Press ‘e’ to edit the command, select the middle line as shown in the picture below then press ‘e’ again. Add the noreplace-paravirt parameter to the end of the line and press enter to go back to the previous screen. Press ‘b’ to boot using the selected kernel entry.

image

 

Once you get into a usable terminal, we need to make those changes permanent. We will have to edit /boot/grub/menu.lst and add noreplace-paravirt in the “default kernel options” and the rest in the “additional options” as shown on the two pictures below.

imageimage

 

Starting X

Well, if you continue booting and end up in X you will certainly get nothing but a garbled screen. This happens because VirtualPC doesn’t support the default 24 bit color depth of X and we will have to edit xorg.conf and tell it to use only 16 (or 32?) bit colors.

Just open /etc/X11/xorg.conf then look for the “Screen” section. Add the line DefaultDepth 16 as in the picture below, save and reboot (or just restart x).

image

 

Conclusion

Ta-daa.

image image

 

I was hoping to see KDE4 here, but it looks like debian development is just too slow. I mean, it actually was debian unstable. Ubuntu has had KDE4 out-of-the-box for months now, and it is pretty stable. Wtf.

 

Edit: Debian 5.0 has just been released. Hopefully KDE4 will move from experimental to unstable soon.

Invertendo os Canais de Áudio no Linux

Se você, como eu, teve de dispor suas caixinhas de som ao contrário em sua prateleira simplesmente porque o comprimento do fio não dava conta de chegar ao outro lado, pode aproveitar esta dica aqui e de quebra evitar ter de fazer mais uma gambis na sua mesa.

Como root, abra o arquivo /etc/asound.conf:

nano /etc/asound.conf



Obs: você pode trocar o nano pelo editor de sua preferência, apenas tenha certeza de estar logado como, ou com direitos de, superusuário (root). Adicione sudo no começo desta linha de comando para adquirir a permissão automaticamente ou simplesmente digite su, pressione enter e entre com a senha de root logo antes de tudo.

Agora, basta copiar e colar o seguinte trecho para dentro do arquivo:

pcm.swapped
{
    type route
    slave.pcm “cards.pcm.default”
    ttable.0.1 1
    ttable.1.0 1
}

pcm.default pcm.swapped

Finalmente, salve o arquivo (no caso do nano, aperte Ctrl-X seguido de Y e Enter) e tente lançar alguma aplicação de áudio. Os canais agora devem estar trocados 🙂

Debian APT sources.list

This is my apt sources list. If you just need a quick setup for your Debian, copy & paste this text into /etc/apt/sources.list, save the file and then update your package cache with apt-get update. Please note that many of the unofficial repositories listed here exists to serve non-free, non-gpl and/or other commercial stuff.

After you have configured your sources, you may check this post for some cool packages you can download using apt-get.