IX Congresso Brasileiro de Redes Neurais e Inteligência Computacional

Hoje foi o terceiro dia (propriamente dito) do IX Congresso Brasileiro de Redes Neurais e Inteligência Computacional (CBRN 2009), sendo realizado aqui em Ouro Preto.

Neste mesmo dia, apresentei o meu singelo trabalho de graduação entre tantos outros trabalhos de mestrado e doutorado. E graças a Deus, tudo deu certo!

E além disto, o melhor de tudo foi ter a oportunidade de assistir a trabalhos muito interessantes apresentados nessa conferência. A começar pelo trabalho da primeira sessão plenária, muito bem elaborado e muito, muito bem apresentado.

Os trabalhos que assisti e que mais me chamaram a atenção foram:

Redes Neurais sob Criterios de Entropia: Previsão de Potência Eólica e Outras Aplicações

Ao invés de minimizar os erros, o autor minimiza a entropia dos erros das redes neurais. Muito genial, pois evita que erros de medição contaminem o aprendizado. Professor Vladimiro Miranda, INESC Porto.

Analise de Desempenho de Cursos de Pós-Graduação Utilizando Mapas Auto-Organizáveis Parciais

Mostra o como podemos analisar o conceito CAPES de diversas maneiras para ter uma visão melhor sobre a pós-graduação no país. Muito interessante observar os resultados graficamente! Flavius da L. Gorgônio, José A. F. Costa

Uma Interface Humano-Máquina Inteligente Baseada no Rastreamento Ocular para comunicação Escrita de Pacientes com Síndrome Locked-In

A construção de um sistema de comunicação pra pessoas com paralisia total em que a única forma de comunicação seja o movimento e piscar de olhos. Graduação. Amanda L. Nascimento, Fernando B. L. Neto, Sérgio C. Oliveira, Hugo S. B. Filho

E também o meu, é claro 😛

Avaliação Prognóstica de Complicações Pós-Operatórias em Pacientes Submetidos à Cirurgia de Revascularização do Miocárdio

Uma investigação de aplicabilidade de redes neurais no problema específico do prognóstico de complicações pós-operatórias desta cirurgia cardíaca, utilizando análise de componente principal, regularização bayesiana e curvas ROC. Graduação. César Roberto de Souza, Ednaldo B. Pizzolato, Renata Mendes, Audrey B. Silva, Maurício Machado, Paulo Correa

Recebi algumas sugestões de como melhorar a pesquisa. Afinal, a apresentação foi produtiva!

Como Remover o Adobe Drive do Context Menu no Windows Explorer (Windows Seven ou Windows Vista)

Se você instalou o Adobe Creative Suite CS4 em seu computador, deve ter tido uma agradável surpresa ao saber que o instalador resolveu adicionar uma entrada em seu menu de contexto do Windows Explorer para o Adobe Drive.

Bom, nem me dei ao trabalho de saber para que servia a ferramenta para saber que era inútil e deveria removê-la. Ainda mais porque ninguém me perguntou se eu a queria ali.

 

Removendo o Adobe Drive do Context Menu no Windows Explorer do Windows Seven ou Windows Vista, edição 32-bits ou 64-bits:

Para remover a entrada indesejada, primeiro abra o prompt de comando em modo de administrador. Para isto, vá até o menu Iniciar, procure pelo prompt de comando (command prompt), clique-o com o botão direito e selecione Executar como Administrador. O caminho, então, fica:

Start > All Programs > Accessories > clique direito no Command Prompt e selecione “Run As Administrator”

 

Uma vez dentro do prompt, digite:

regsvr32 /u “C:Program FilesCommon FilesAdobeAdobe Drive CS4ADFSMenu.dll”

 

A seguir, dê enter e clique OK. Pronto!

Dicionário de Correção Ortográfica em Português para o Windows Live Writer

Se você prefere utilizar o Windows Live Writer em inglês, mas gostaria de ter a correção ortográfica em português do brasil disponível para quando precisar, baixe o dicionário de correção ortográfica em pt-br disponibilizado no link abaixo, descompacte-o e copie os dois arquivos contidos para dentro da pasta C:Program Files (x86)Windows LiveWriterDictionaries

Dicionário pt-br para correção ortográfica no Windows Live Writer

 

Após isto, basta reiniciar o Windows Live Writer e selecionar o idioma desejado nas opções do programa!

Pendrive Para Não Perder

sukavog-pendrive3

É sempre bom andar com um pendrive à mão, mas nem sempre isso é possível. Acaba se tornando uma tranqueira a mais para se carregar nos bolsos. E o medo de quebrar?

Bom, isso com certeza não seria problema se pendrives fossem feitos de borracha.

 

E não é que existem?

Acabei de conseguir um pendrive novo, com corpo de borracha, perfeito para se juntar ao molho de chaves e estar sempre à mão. No MercadoLivre, pendrives úteis como este estão disponíveis a preços bastante convidativos! Opções incluem pulseiras-usb, canetas, pingentes, e muitos novos tipos que difilmente vejo por aí. Inclusive outras curiosidades como latinhas, instrumentos musicais e outras coisas engraçadinhas boas para se dar de presente.


Se for adquirir um, recomendo o vendedor Sukavog. Muito atencioso, e de extrema confiança! Bom, pelo menos oferece garantia de 3 meses… 😛

Como instalar o Windows Live Messenger no Linux

livemessenger-linux-wine

Tutorial rápido para quem quer utilizar o Windows Live Messenger (MSN) no Linux (Debian, Ubuntu, ou qualquer outra distro apt-based), já que infelizmente nenhum cliente nativo é tão bom quanto o original:

Instale o wine

$ apt-get install wine

Instale o winetricks

$ wget http://www.kegel.com/wine/winetricks -O winetricks

Ensine alguns truques ao seu wine

$ sh winetricks corefonts flash gecko gdiplus msls31 msxml3 riched20 riched30 tahoma vcrun6 vcrun2003 vcrun2005 vcrun2008

Obtenha o messenger

Obtenha o instalador do Live Messenger de uma máquina com Windows XP ou obtenha de algum lugar na internet. O instalador online atualmente não funciona com o Wine.

O arquivo procurado se chama Install_{508CE775-4BA4-4748-82DF-FE28DA9F03B0}.msi e geralmente está ná pasta “C:Program filesCommon FilesWindowsLiveInstallerMsiSources” de qualquer Windows XP que já tenha o messenger instalado.

Instale o messenger

$ msiexec /i Install_{508CE775-4BA4-4748-82DF-FE28DA9F03B0}.msi

Configure-o para rodar como Windows 2000

Entre no painel de controle do wine

$ winecfg

Clique em “Add Application”, navegue até “.wine/drive_c/Program Files/Windows Live/Messenger” e selecione “msnmsgr.exe”. Modifique a versão do windows do msnmsgr.exe para win2000 e clique OK.

Inicie seu wine

$ wineboot

Pronto!

Não é exatamente uma maravilha em performance, mas funciona!

Escrever é…

“Escrever é, em grande medida, administrar entre conhecido e desconhecido, redundância e informação. Um dos riscos sempre implicados nesse campo é o de depender do ‘background’ do leitor, das informações que ele traz (ou não) consigo. Muitas vezes um relato sucumbe porque espera que o leitor aporte conteúdos para compor o sentido de alusões, entreditos, sugestões que o enredo contém.

Tenha sempre em conta que do outro lado de seu texto há, na melhor hipótese, um leitor; e que essa figura, preciosa e fugidia, pode abandonar o barco a qualquer momento. O autor tem todo direito de radicalizar sua escrita, ser inventivo e ousado, mas também o leitor tem o direito de radicalizar por sua parte, caindo fora.”

(FISCHER, Luís Augusto, professor de Literatura da UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

Totalmente fora do contexto deste blog, mas ainda assim interessante.

getToken(); Compilador de Portugol em JavaScript

logo-big

Durante a disciplina de Construção de Compiladores II, temos a oportunidade de trabalhar em um compilador para uma linguagem de programação hipotética a ser implementado em (praticamente) qualquer linguagem que se queira – só não valendo Shakespeare e afins.

Como tínhamos muito pouca experiência com Javascript, decidimos encarar o desafio e comecar a desenvolver nosso compilador para rodar em um ambiente totalmente web.

 

Pois bem; aqui está a primeira versão do getToken(), nosso compilador de pseudo-linguagem que mais lembra uma mistura de pascal com portugol!

 

[ getToken(); – JavaScript-Based Hypothetical Programming Language Compiler ]

 

Bom, é verdade que por enquanto estamos ainda na fase de análise léxica e a única coisa que o programa pode fazer é separar o código em tokens, mas mesmo assim, acho que o negócio está ficando bonitinho ;P

HP Pavilion Sem Som no Linux (Ubuntu e outros)

Se você possui um novíssimo notebook HP e seu som não funciona no Linux, apesar do alsamixer abrir e mostrar os controles corretamente, apenas adicione a seguinte linha no final de seu /etc/modprobe.d/alsa (Gentoo) ou /etc/modprobe.d/alsa-base.conf (Ubuntu/Kubuntu).

options snd-hda-intel enable_msi=1

Para ter certeza do nome correto do arquivo a ser alterado, navegue até a pasta /etc/modprobe.d e procure um arquivo de texto com o nome alsa, alsa-base, alsa.conf ou alsa-base.conf.

Após identificar o arquivo correto, para editá-lo você pode simplesmente utilizar o nano. Não se esqueça de adquirir privilégios de root antes de abrir o arquivo, ou de executar seu editor de textos dentro do sudo. Caso contrário você não poderá salvá-lo. Exemplo:

sudo nano /etc/modprobe.d/alsa-base.conf

Após editar o arquivo, reinicie (ou digite update-modules -f) e verifique se seu som está funcionando. Espero que agora esteja! 😛

Por que não recomendo a Sony a ninguém?

Apenas leia:

A mesma companhia que silenciosamente instalou rootkits junto com seus softwares revelou algumas semanas atrás ter deliberadamente desabilitado a função de virtualização de seus notebooks por “motivos de segurança”.

Mais irônico impossível.

O resultado? Ninguém conseguirá aproveitar o novo “XP Mode” que acompanha o Windows Seven. Agora acredite quando digo que a Sony é simplesmente uma porcaria.